Blog Gilbarco Veeder-Root

Wednesday, December 13, 2017
sistema-de-medicao.jpg

Tanques de combustível, por mais resistentes que pareçam, sentem a ação do tempo, sofrendo pequenas deformações em função da acomodação do solo ou movimentações ou movimentação do lençol freático. Estas variáveis afetam totalmente a geometria do tanque comprometendo o funcionamento dos seus sistemas de medição.

Em uma escala normal estas modificações não implicam em situações de risco ambiental (vazamentos), mas afetam os sistemas de medição de tanques. Neste post, você saberá como é possível minimizar os impactos e se antecipar a problemas que possam ser causados pela eventual deformação de tanques de combustíveis com ferramentas de gerenciamento automatizadas e com tecnologia de ponta.

Friday, November 24, 2017
teste-de-estanqeidade.jpg

O teste de estanqueidade é realizado no sistema de abastecimento subterrâneo e detecta possíveis sinais de corrosão ou desgaste dos tanques. Ele é um procedimento necessário para conseguir renovação da licença de operação de um posto de combustíveis, porque também identifica vazamentos e problemas nos dispositivos de sucção e respiro.

Laudos atualizados do teste de estanqueidade nos Sistemas de Armazenamento Subterrâneo de Combustíveis (SASC) precisam ser apresentados anualmente na renovação do licenciamento. Eles devem conter detalhes sobre as condições dos equipamentos, o que inclui avaliação da parte molhada (com combustível) e da parte seca (sem combustível). Tubulações e conexões também passam por averiguação. O objetivo é garantir que o líquido contido no reservatório não tenha contato com o meio ambiente.

Thursday, November 16, 2017
posto-de-combustivel.jpg

A falta de monitoramento é um dos principais vilões da lucratividade de qualquer posto de combustível, além de também dificultar a detecção de possíveis vazamentos, que podem contaminar o meio ambiente e vir a se tornar um problema enorme. Uma solução viável e completa é a instalação de um sistema de monitoramento ambiental , mas essa implementação requer atenção para que ocorra sem nenhuma surpresa. Para responder às principais dúvidas sobre o tema, preparamos um infográfico detalhado. Entenda os processos, as leis envolvidas e como isso afeta o seu negócio.

Friday, November 10, 2017
NR9 a regulamentação que visa proteção dos  trabalhadores expostos a riscos ambientais

Falamos recentemente aqui no blog sobre medidas de segurança para proteger a saúde dos colaboradores nas revendas de combustível, vamos agora nos aprofundar no tema, neste post dedicado à Norma Regulamentadora nº 9 do Ministério do Trabalho e Emprego, Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA) e sua recente atualização sofrida em 2016.
Esta norma é aplicável em todos os setores da economia e visa a prevenção de doenças ocupacionais advindas das exposições à riscos ambientais nos ambientes de trabalho, como ruídos, produtos químicos e até mesmo vírus, fungos e bactérias.
No caso do mercado de revendas de combustíveis, a NR9 determina dentre outras providências, reduzir o risco de exposição ao benzeno.. A norma estabelece que todo estabelecimento deve elaborar e implementar o programa, contemplando todas as suas etapas, como a de antecipação e reconhecimento dos riscos, avaliação (quantitativa) dos riscos e a implantação de medidas de controle, que podem ser nesta ordem de adoção, medidas de proteção coletiva, como exaustores e outros sistemas de engenharia, alteração e implantação de procedimentos para o desenvolvimento das atividades e por último, quando esgotada todas as possibilidades, adotar os EPI (equipamentos de proteção individual), todas essas devendo estar previstas em cronograma.

Friday, November 10, 2017
NR9 – A regulamentação que protege trabalhadores expostos a riscos ambientais

Falamos recentemente aqui no blog sobre medidas de segurança para proteger a saúde dos colaboradores nas revendas de combustível. Agora, vamos nos aprofundar no tema, neste post dedicado à Norma Regulamentadora nº 9 do Ministério do Trabalho e Emprego, Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA) e sua recente atualização em 2016.

Esta norma é aplicável em todos os setores da economia e visa a prevenção de doenças ocupacionais que ocorrem das exposições à a riscos ambientais nos ambientes de trabalho, como ruídos, produtos químicos e até mesmo vírus, fungos e bactérias.

No caso do mercado de revendas de combustíveis, a NR9 determina dentre outras providências, reduzir o risco de exposição ao benzeno. A norma estabelece que todo estabelecimento deve elaborar e implementar o programa, contemplando todas as suas etapas, como a de antecipação e reconhecimento dos riscos, avaliação (quantitativa) dos riscos e a implantação de medidas de controle, que podem ser nesta ordem de adoção, medidas de proteção coletiva, como exaustores e outros sistemas de engenharia, alteração e implantação de procedimentos para o desenvolvimento das atividades e por último, quando esgotada todas as possibilidades, adotar os EPI (equipamentos de proteção individual), todas essas devendo estar previstas em cronograma.

Thursday, October 19, 2017
Conheça medidas de recuperação de vapor.jpg Abastecer um carro pode parecer uma tarefa simples, mas a liberação de gases no trajeto que a gasolina percorre entre a bomba e o tanque do automóvel é um problema que cada vez mais chama atenção no Brasil e no mundo. De acordo com o coordenador da Comissão Nacional Permanente do Benzeno (CNPBz), Carlos Eduardo Domingues, para cada mil litros de gasolina vendidos em postos, 1,3 litro evapora durante o abastecimento.

A estatística é alarmante se considerarmos que grandes postos chegam a comercializar mais de 200mil litros de gasolina por mês. Isso significa que uma única revenda pode liberar cerca de 3.000 litros de vapores tóxicos em apenas um ano. Imagine esse número multiplicado 41 mil. Esse é o número de revendedores de combustível no País identificados em estudo da Agência Nacional de Petróleo (ANP).
Os perigos da contaminação por benzeno
Nesse cenário, a segurança do trabalho em postos de combustível é um desafio a ser enfrentado, uma vez que os vapores causam impacto não só o meio ambiente, mas também na saúde do frentista corre sérios riscos, especialmente pela inalação do benzeno, componente do combustível considerado altamente prejudicial e cancerígeno.

O benzeno é um hidrocarboneto aromático e está no Grupo Um, o mais perigoso, da Lista Nacional dos Agentes Cancerígenos para Humanos, criada pelos Ministérios do Trabalho, Saúde e Previdência Social. O trabalhador exposto com frequência a esse hidrocarboneto tem grandes chances de sofrer com irritação nas vias aéreas, nos olhos e, dependendo do grau de absorção, até mesmo perder a consciência.

O coordenador da CNPBz ainda alerta que, em longo prazo, o elemento químico leva a distúrbios, como alterações imunológicas e nas células sanguíneas. Também tende a causar redução de plaquetas, anemia e disfunções no sistema reprodutivo. Domingues acrescenta que o benzeno atinge negativamente não só o trabalhador, mas toda sociedade. Ele comenta que, segundo pesquisas, crianças que moram próximas a postos de combustíveis têm maior incidência de leucemia.
Medidas preventivas são previstas em lei

Para proteger os funcionários que lidam com inflamáveis e combustíveis, o Ministério do Trabalho criou a Portaria Nº 1.109, de 21/9/2016. Entre outras regras, a lei determina que as bombas medidoras sejam equipadas com sistema de recuperação de vapor. O uso do equipamento de proteção também é contemplado na NR 20. A Norma Regulamentadora visa a adoção de medidas de contenção que reduzem o nível de exposição do trabalhador e promovem melhoria do ambiente.

Wednesday, October 04, 2017
O que é reconciliação de inventário e como funciona

A saúde de todo empreendimento comercial depende, fundamentalmente, do controle preciso do que é comprado e do que é vendido. Mas o caminho que o produto percorre, desde a saída do estoque até o consumidor, passa por atalhos e desvios que precisam, em cada etapa, ser cuidadosamente monitorados e ajustados para garantir o resultado financeiro desejado. Exatamente como em uma viagem, em que é importante planejar a rota mais curta e segura, os pontos de parada e abastecimento e – o mais imprescindível - checar regularmente o roteiro para se chegar mais rapidamente, otimizando a utilização de recursos ao máximo.

Quando falamos especificamente sobre postos de combustíveis, esse controle é delicado. Mapear com precisão a quantidade de combustível nos tanques, e até o que é vendido através das bombas, é um processo complicado, mas que se torna cada vez mais ágil e transparente com a ajuda da tecnologia.

Os sistemas de medição eletrônica chegaram para oferecer em tempo real as informações da quantidade de combustível - nos tanques e até do que é vendido - e relatórios de reconciliação de inventário confiáveis que indicam, com precisão, qualquer distorção nos resultados.

Thursday, September 21, 2017
O que é a norma NR20 e de que forma ela protege o seu frentista

Uma coisa que nenhum gestor, dono ou funcionário de posto de combustíveis deve se esquecer é que o produto principal de vendas do estabelecimento é algo extremamente perigoso.

Tanto os derivados do petróleo (como a gasolina, o gás natural veicular e o óleo diesel) como o etanol, derivado da cana são  inflamáveis e responsáveis pela emissão de gases que podem representar risco à saúde de quem os manipula.

Diante do perigo que a atividade profissional em postos de gasolina oferece aos frentistas, o Ministério do Trabalho redigiu a norma regulamentadora nº 20, intitulada de segurança e saúde no trabalho com inflamaveis e combustiveis,, que estipula procedimentos de segurança e regras que evitam a exposição indevida de pessoas aos riscos oferecidos pelos produtos inflamáveis e combustíveis.

Quem é do ramo sabe que é preciso tomar muito cuidado durante certas atividades de rotina, por isso, é fundamental conhecer a NR20 e a sua importância para a saúde do frentista.

A norma sofreu algumas mudanças nos últimos anos, o que faz com que muitos postos tenham que correr atrás de melhorias para estar em conformidade com as exigências do Ministério do Trabalho e, assim, poder exercer as suas atividades com segurança, dentro da legalidade e sem risco de interrupções, lacramentos ou multas.

Confira agora um pouco mais sobre a NR20 e como ela é capaz de proteger os frentistas e demais funcionários do posto.

Wednesday, September 13, 2017
manter-o-funcionamento-do-posto.jpg

Que atire a primeira pedra o posto que já não se viu na necessidade de pedir um empréstimo? Os grandes gastos operacionais fazem com que muitos administradores tenham que recorrer à linhas de crédito em busca de capital para sustentar seu funcionamento. Este tipo de situação é mais comum do que você pode imaginar, mas não significa que o posto esteja a beira do caos financeiro.

Um empréstimo é algo corriqueiro na vida de qualquer empresa, principalmente quando se trata de um bom motivo, como o investimento em sistemas de medição e monitoramento ambiental, que garantem menores riscos ao meio ambiente e gestão precisa dos estoques de combustível ou em novas bombas de abastecimento. Para os gestores que estão procurando maneiras de manter o funcionamento do posto e ainda fazer melhorias essenciais, este post foi feito para você! Confira abaixo quais soluções podem ser aplicadas para não deixar o vermelho dominar as contas do posto e quais opções você tem em mãos na hora de solicitar um apoio financeiro!

Thursday, August 31, 2017
montar-posto-de-gasolina-1.jpg

Quem administra postos de combustíveis e compreende as dinâmicas do mercado em que trabalha sabe que postos de gasolina são propriedades que podem ser negociadas como um outro imóvel qualquer. A compra e venda de postos é uma prática comum e que vez ou outra é adotada por redes ou proprietários que pretendem expandir seus negócios.

Por falar em expansão dos negócios, comprar um posto é melhor do que montar um novo empreendimento? Esta pergunta é exatamente o tema central do nosso novo post.

Nossa equipe separou abaixo algumas vantagens e desvantagens de se comprar um posto pronto ou construí-lo do zero. Nosso objetivo é ajudar você a decidir pela melhor escolha para o seu modelo de expansão dos negócios. Confira!